Roteiro para as crianças comemorarem em SP o “feriadão” delas .

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

 Por maior e mais eclética que a capital paulista seja, normalmente, é raro encontrarmos eventos culturais bacanas voltados para o público infantil. Por que? Como diria dona Milu: Mistério…
 Na verdade o único mês do ano com variedade grande é Outubro, isso por ser o mês em que se comemora o Dia das Crianças e vamos combinar que também seria o cúmulo não ter nada, ou quase nada, nem nessa época.
 Salvo o Catavento e as unidades do Sesc, procurar um evento para os pequenos em outros meses é uma verdadeira saga, que na maioria das vezes termina no cinema, ou quando muito, no teatro.
 Bom, mas também não vai adiantar eu ficar aqui batendo numa tecla que qualquer pessoa que tenha filhos ou sobrinhos ( aqui vale para tios e tias do coração e que estão pouco se importando com o “estatuto da família”, eles são, me incluo nessa categoria, nossos sobrinhos sim! ) estão carecas de saber. O que interessa mesmo é poder aproveitar as opções que estão disponíveis para curtir junto com os pequenos que enchem de alegria os nossos corações, por isso segue abaixo um roteiro com o máximo de opções legais que consegui encontrar.
 Espero que seja útil e que os “pequenos” se divirtam.

Museu da Imigração
O museu trará presentações de danças infantis estreladas por grupos de comunidades de imigrantes e descendentes. A partir das 15h.
Quando: 11 de Outubro de 2015
Endereço: Rua Visconde de Parnaíba, 1316
Telefone: (11) 2693-0917
Site: http://www.memorialdoimigrante.org.br/

Pinacoteca ( PINAFAMÍLIA )
A Pinacoteca promoverá atividades voltadas para todas as idades, bucando integração entre crianças e adultos através de uma viagem pelo mundo da arte.
Quando: 11 de Outubro de 2015
Endereço: Praça da Luz, 2
Telefone: (11) 3335-4990
Site: http://www.pinacoteca.org.br

A rainha Entediada

A rainha Entediada

Centro Cultural dos Correios
Crianças e adultos poderão conhecer juntos um ambiente tematizado, assistir a contação de histórias teatralizada e ainda receberão o livro ‘A Rainha Entediada’, retratado na encenação.
Quando: até 18 de Outubro de 2015 de terça a sexta, às 11h, 14h, 15h e 16h; sábados e domingos, das 11h às 20h.
Endereço: Avenida São João, S/ Nº
Telefone: (11) 3227-9461

Catavento Cultural
Um dos poucos lugares que tem uma programação de qualidade voltada para o público infantil durante todo ano, o Catavento Cultural fica no antigo Palácio das Industrias, que abrigou por muito tempo a cede da capital paulista, e abrirá na próxima segunda com a programação totalmente voltada para a integração de crianças e adultos com atividade que vão desde visitas guiadas para conhecer o acervo que costuma fascinar não só os pequenos, mas muito “marmanjo” também e não é para menos pois aqui você pode tocar um meteorito de verdade, encontrar Gandhi em uma escalada, conhecer o corpo humano por dentro, entender como funciona um gerador de energia ou ainda descobrir que o Sol, visto de perto, não é tão redondo como parece quando estamos na praia.
Quando: 12 de Outubro
Endereço: Praça Cívica Ulisses Guimarães, s/nº.
Telefone: (11) 3315-0051
Site: www.cataventocultural.org.br

Parque da Àgua Branca
Durante o feriado a programação fica por conta da recreação com resgate de brincadeiras tradicionais, como amarelinha e pula corda, além de oficinas, palestra, área de games e contação de histórias. A partir das 9h.
Quando: 10, 11 e 12 de outubro de 2015
Endereço: Avenida Prof. Francisco Matarazzo, 455.
Telefone: (11) 3865-4131
Site: http://www.parqueaguabranca.sp.gov.br

Sesc Unidades São Paulo & Osasco
A unidades do Sesc, como já citei no início dessa matéria, costuma ter uma quantidade bastante razoável d eventos culturais para crianças de diversas idades e durante Outubro, como era de se esperar, a quantidade aumenta consideravelmente. Abaixo selecionei alguns, baseados nos que ainda possuíam ingressos disponíveis ou que serão apresentados em áreas com maior lotação, também dando preferência pelos gratuitos, mas recomendo que você dê uma espiada também no link com tudo que irá acontecer nas unidades.

Centro
“Malabarismo é Música para os Olhos” ( Consolação )
Resumo: É a história de um malabarista de farol, que chegou á se apresentar na Broadway. É uma homenagem visual a musicalidade que o malabarismo proporciona em poesia estética e permanente superação.
” Livre como um pássaro” ( Bom Retiro )
Resumo: João cresceu na pequena cidade Borá aonde vivia livre como um passarinho. Mas um dia o seu pai foi transferido para São Paulo e João passou a morar em um apartamento, ou melhor, apertamento, e essa mudança não está sendo muito fácil. Inspirada em “Free As A Bird”.

Tanto Mar é uma homenagem ao centenário de Dorival Caymmi e será apresentado no Bom Retiro

Tanto Mar é uma homenagem ao centenário de Dorival Caymmi e será apresentado no Bom Retiro

“Tanto Mar” ( Bom Retiro )
Resumo: Dadá é um pescador que adora inventar histórias fantásticas e Zeca, o pescador solitário que faz um pedido para Rainha do Mar para encontrar um amor. Uma homenagem ao centenário do nascimento de Dorival Caymmi. Com a atriz, cantora e instrumentista Cris Miguel e o maestro e pianista Danilo Tomic.

Zona Leste
“TRICK-NIC” ( Belezinho )
Resumo: Literalmete um “piquenique de truques”. Um show divertido e saboroso que mistura clown, mímica, malabarismo, equilíbrio, magia e um tanto de improvisação e jogo com o espectador.
Bolas, jornais, xícaras, colheres, balões, pratos e vários objetos do cotidiano ganham vida e tornam-se um pretexto para surpreender e divertir o público, criando momentos poéticos e até surreais.
“Camerata Almanaque” ( Itaquera )
Resumo: O espetáculo busca mostrar a variedade de gêneros, ritmos e estilos que formam o universo das trilhas sonoras de desenhos animados, através da música orquestral. Antes mesmo de o cinema surgir, os desenhos animados já encantavam as pessoas e desde os primórdios da sétima arte, que música e imagens caminham juntas. Desenhos animados clássicos eram acompanhados por trilhas sonoras orquestrais, compostas ou executadas especialmente para cada cena, e ambientavam sonoramente a exibição. De lá para cá, tanto no cinema, como na televisão, a fórmula desenho animado + música continua criando obras primas nas duas áreas.
“Oficina de Construção de Brinquedo” ( Itaquera )
Resumo: Com o uso de materiais simples e de fácil execução, as crianças aprenderão a fazer brinquedos tradicionais como cavalinho-de-pau, vai-e-vem e bonequinhas de corda.

Zona Norte
“Criança que Canta… Também Dança! ( Santana )
Intervenção livre de música e dança, resgatando o cancioneiro tradicional e temas do folclore brasileiro em uma grande festa para o público familiar.
“Garatuja de Pano” ( Santana )
Essa semente veio diretamente da Espanha, precisamente da cabeça de Joan Miró, pintor e escultor que nos inspirou com suas garatujas coloridas… Os traços infantis feitos em tecidos, viram brinquedos, cheios de algodão e carinho, costurados com linhas e lãs coloridas. os participantes desenham no tecido, adereçam, depois recortam e enchem de pluminha…

A Moça na Janela

A Moça na Janela

“A Moça na Janela” ( Santana )
Resumo: Por meio de música, poesia e manipulação de bonecos, o grupo conta uma história de amor. O Moço do Correio tem cacoete de poeta, além de entregar cartas também gosta de escrever versos. Esse pobre sonhador se apaixonou pela Moça da Janela, que todos os dias espera ansiosamente por uma correspondência.

Zona Oeste
“Grupo Triii- SHOW MIRABOLÂNCIAS” ( Pinheiros, ingressos de R$ 9 a R$ 30, crianças até 12 anos não pagam )
Resumo: Neste show, os músicos Estevão Marques, Marina Pittier e Fê Stok interpretam o repertório tradicional brasileiro, acompanhados por um naipe de metais – saxofone, trombone e trompete –, por um baixista e um percussionista. As interações com a plateia também se desenvolvem por meio de brincadeiras musicais como “O Tomate e o Caqui” e “Pão, pão, pão”.
“Opará” ( Osasco )
Resumo: Utilizando a linguagem do circo-teatro, o espetáculo leva a plateia a uma viagem pelo sertão do Brasil, tendo como fio condutor o Rio São Francisco através das lendas e mitos desse rio que é sustento e vida nas veredas brasileiras. O espetáculo foi criado a partir das histórias recolhidas na turnê feita pela companhia, no ano passado, ao longo das cidades ribeirinhas do curso do Rio São Francisco.

Zona Sul
“Simbad, O Navegante” ( Campo Limpo ) Simbad, O Navegante
Resumo: O espetáculo é uma adaptação da história clássica das mil e uma noites. Contada com um cenário todo formado por bambus. Dois atores criam mundos, ilhas, barcos, baleias, pássaros gigantescos, tempestades e perigos, manipulando bambus que, amarrados, dão suporte para as acrobacias. Imagens poéticas e engraçadas são a base da história das sete viagens de Simbad que, quando acha que vai morrer, acaba sobrevivendo e voltando para casa “com mais riquezas do que tinha partido”.
“Um Fusca em Cons(c)erto” ( Campo Limpo )
Resumo: O espetáculo tem como cenário um automóvel Fusca ano 1983. Conta a história de três artistas de uma companhia teatral que ensaiam e enfrentam problemas para realizar a grande viagem de suas vidas no automóvel. A trilha sonora é realizada ao vivo pelos artistas com instrumentos tradicionais como sanfona, saxofone, percussões variadas e outros objetos sonoros pesquisados e produzidos especialmente para a peça. Um acontecimento surpreendente renova a esperança dos artistas.
“Dois Idiotas Sentados Cada Qual no Seu Barril” ( Ipiranga, ingressos de R$ 6 a R$ 20 )
Resumo: Com Paulo de Pontes e Giuliano Caratori. Dramaturgia: Dario Uzan. Direção artística: Stella Tobar. Baseado na obra de Ruth Rocha, a peça conta a história de Teimosinho e Mandão, combatentes de guerra, que carregam cada qual um barril cheio de pólvora, que usam como forma de poder e intimidação do outro. Egoístas e autoritários, não conseguem dialogar pacificamente. Mas, ao acenderem uma vela, o que pensavam ser um trunfo pode se voltar contra eles. Será que conseguirão chegar a um acordo para o bem comum?
“Exposição Cícero Alves dos Santos” ( Santo Amaro )
Resumo: A exposição faz parte do Projeto Desdobramentos – Acervo em Expansão, que tem como ponto de partida as condições arquitetônicas da unidade e a relação de transparência, transbordamento e interferência que o arquiteto Edson Elito apresenta.
Nesta segunda edição é apresentada uma mostra do artista sergipano Cícero Alves dos Santos, o Véio, apresentando obras que chama de “Tronco Aberto”, em que figuras surgem das formas naturais de uma parte da árvore e de “Tronco Fechado”, entalhados a partir de sua imaginação.

Arredonda a Saia

Arredonda a Saia

“Arredonda a Saia” ( Vila Mariana )

A apresentação proporciona integração espontânea de todas as gerações, por meio da união entre música e dança da cultura popular tradicional brasileira, utilizando elementos estéticos como pipas, bonecos (galinha d’angola, jacaré gigante, gambá, chama maré), um tecido azul que se faz de mar e uma grande saia colorida que envolve a todos na construção de brincadeiras.

Site Sesc http://www.sescsp.org.br/

Imagens: divulgação dos eventos

Os comentários estão fechados