Placebo: você enxerga o que está vendo?

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

Você realmente enxerga o que você está vendo?
Vivemos numa época em que pontos de vista se chocam, opiniões guerreiam, todo mundo tem certeza de que sua visão das coisas é a verdade suprema.
Não estamos dispostos a levar em consideração o óbvio: nossos olhos veem apenas uma parte do todo e, geralmente, enxergamos apenas o que queremos ver.
Não fique desanimado ou irritado! Você não é o único limitado. Você não é o único que pode, provavelmente, estar errado. Outras 7 bilhões de pessoas estão juntinhas com você neste barco.
Este clipe da banda Placebo mostra bem que aquele detalhe que te passou batido pode ser o mais importante de todos. Enquanto você olha para um lado da rua, o problema pode estar no lado oposto.
O vídeo foi dirigido pelo iraniano Saman Kesh que assinou também o polêmico e maravilhoso clipe “Stamina” do artista francês Vitalic.
A narrativa se inspirou na versão lírica de outro vídeo do Placebo, “Too Many Friends”, no qual a banda diz: “Eu tenho muitos amigos… Muita gente… Que eu nunca encontrarei… Porque eu nunca estarei lá.”
Para quem não sabe o que é um videoclipe lírico, é aquele que traz a letra da música. No caso de “Too Many Friends”, é o conhecido como “vídeo da piscina”.
Voltando ao nosso vídeo, ele teve colaboração e narração do escritor “indigesto” Bret Easton Ellis, autor de “Psicopata Americano”, “Abaixo de Zero”, “Informers – Geração Perdida” e “Regras da Atração”, todos adaptados para o Cinema.
Infelizmente, não há nenhuma versão legendada do videoclipe (se há, eu não encontrei). Mesmo assim, vale a pena conferir.

Sua visão não está sempre correta.
O que você vê é apenas o que você vê.

* CRÉDITOS: Imagens de divulgação da banda.

Os comentários estão fechados